Maior comunidade de empreendedorismo, inovação e tecnologia do Nordeste, Hub Salvador movimenta mais de R$190 milhões em investimentos em 4 anos de operação

Comunidade voltada para o fomento do empreendedorismo, tecnologia e inovação, o Hub Salvador acaba de completar 4 anos conquistando resultados gradativos e expressivos, contribuindo para o amadurecimento do ecossistema local e, consequentemente, para o desenvolvimento econômico da cidade. O equipamento, resultado da parceria entre a Prefeitura de Salvador e a iniciativa privada, através dos grupos DP Participações e Bossa Nova, com a gestão da LightHouse, conta hoje com uma comunidade de mais de 40 startups.  

“O Hub Salvador faz parte de um processo de amadurecimento do ecossistema da cidade. Ao longo desses 4 anos, percebemos um aumento significativo na quantidade e qualidade de startups, mas também um desenvolvimento dos fundadores locais. Salvador é destaque no Norte/Nordeste e tem potencial de ser um pólo nacional. É nosso papel ser a residência e contribuir na formação e crescimento das startups e fundadores.” destaca Gustavo Menezes, sócio da LightHouse e gestor do Hub Salvador.

Neste período, além de funcionar como residência física e virtual dessas empresas, o Hub Salvador ofereceu mentorias, cursos, eventos e oportunidades de conexão, que resultam em geração de negócios para quem participa desta comunidade. As startups residentes ou participantes dos seus programas levantaram R$190 milhões em exits (rodadas de venda) ou captação de investimentos.

“Este é um levantamento interno que fazemos e acreditamos que o número possa ser relativamente maior, já que normalmente essas informações não são divulgadas. Trabalhamos com o matchmaking entre startups e investidores, estabelecendo conexões sempre que existe sinergia entre esses dois atores. Um exemplo é o Pitch Week, evento de calendário que une conteúdo, mentoria, startups e investidores de todo o Brasil, com foco na geração de investimentos.” explica Enzo Alves, líder de comunidade do Hub Salvador.

E-rural, Intera, POS Controle, Traz Favela, Kinvo, 3C Invest, Gero Engenharia, Drivops e Qr Point foram algumas das mais de 40 empresas e startups beneficiadas com recursos e boa parte delas já opera a nível nacional e estão em fases mais maduras, operando, tracionando ou partindo para o funcionamento em escala. Esse histórico positivo é, inclusive, um motivador para os negócios que estão surgindo agora e estão em fase de ideação ou de validação do produto ou serviço que tenham base tecnológica e alto potencial para escalabilidade.
“Este é um resultado bastante significativo, mas olhando para o futuro, planejamos desenvolver programas ao longo do ciclo de early stage, contribuindo desde a fase de ideação até sua captação de investimento semente.” afirma Gustavo.

Para além dos investimentos, os financiamentos também são ferramentas que permitem o desenvolvimento das empresas que apostam em inovação e das startups. O Hub de Inovação do Banco do Nordeste, que opera dentro do Hub Salvador registra mais de R$650 milhões contratados na Bahia através do FNE Inovação, crédito para investimentos em produtos e serviços, que incluem organizações que fazem ou fizeram parte do Hub Salvador, como a Bebook, Cubos, Respect IT, Zygon e DronesApps.

“Para o Banco do Nordeste, o Hub Salvador é uma oportunidade para que nossa instituição financeira esteja inserida dentro do ecossistema de inovação da cidade, de forma que possamos aprimorar os nossos produtos e serviços e melhorar a cultura organizacional do banco. O Hub Salvador se tornou também uma excelente vitrine e oportunidade de realização de novos negócios. Somente através dessa parceria foi possível entender o potencial deste mercado que estávamos de fora e hoje comemoramos os resultados crescentes dos financiamentos à inovação” diz Gabriel Salgado, Gerente do Hub de Inovação.

Geração de negócios em comunidade

Criar conexões entre as empresas é um dos principais pilares do Hub Salvador e essa ação cotidiana já gerou alguns cases de sucesso, como o de Edgar Muniz, CEO da Drivops, startup focada na automatização das operações de vendas B2B para líderes de vendas modernos através de um software,  que acabou de receber investimento para ampliar equipe, aumentar a estrutura e crescer, devido à proximidade dos investidores com as startups residentes no Hub.

“Ao conseguir obter a captação de investimento, reitero que o Hub fez parte desde o auxílio no estágio inicial e um diferencial na captação de capital, assim como no relacionamento que obtive e desenvolvi, além da troca. Sei que também auxiliei o Hub em seu processo comercial, então foi uma troca positiva para os dois lados, no desenho de jornadas e processos de qualificação, que são especialidades da minha empresa”, destaca Muniz, que está no Hub desde a criação do equipamento, assim Marcos França, que tem uma empresa que oferece serviços de fotografia, design de audiovisual, o Estúdio 071, que funciona dentro da comunidade e conta com uma equipe formada por 5 pessoas, atendendo clientes externos e pertencentes à comunidade.

“As oportunidades aqui dentro nos trouxeram aportes financeiros e acabamos ganhando um sócio, o que é uma luta de todas as startups. Foi um investimento significativo relacionado ao conjunto do que vemos nos processos de captação que acontecem na comunidade. Inclusive por isso, a gente praticamente se considera uma startup, mesmo não tendo um produto escalável. Estamos crescendo, atendendo cada vez mais clientes e muito se deve ao fato de estarmos aqui”, finaliza França.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s